A especialista alimentar de Ayurveda Janesh Vaidya nasceu e cresceu numa família de médicos tradicionais de Ayurveda no sul da Índia. Desde os tempos ancestrais que os Vaidya são considerados como padrinhos de Ayurveda.

“A minha família tem seiscentos anos de tradição na prática de Ayurveda na minha aldeia. De acordo com os registos governamentais de recenseamento, somos umas das trinta e cinco famílias Vaidya que vivem agora na Índia.”

Em 2010 Janesh publicou o seu primeiro livro, onde explica Ayurveda de uma forma que se torna fácil para leitores ocidentais digerirem esta sabedoria de vida ancestral. Seguiram-se um livro de yoga e outro de culinária chamado “Food is Medicine”, sobre como personalizar os alimentos com as receitas certas para cada condição de saúde. Este ano lançou o segundo livro de cozinha “Food from my village”. A Rituals perguntou-lhe pelas suas receitas especiais, sobre a sua pesquisa e experiência da cultura culinária de todo o mundo e os seus próprios rituais de Ayurveda.

Como e quando é que se começou a interessar por Ayurveda?

Eu comecei a minha educação Ayurveda com a minha avó, que era também uma terapeuta de venenos. Durante a minha adolescência, continuei os meus estudos em Vedanta, astrologia védica, numerologia, yoga, tantra e meditação com diferentes professores na Índia.

Ayurveda é um tema vasto e mesmo depois de três décadas de prática, ainda estou apenas na costa deste oceano com o meu pequeno conhecimento, como uma criança pequena a segurar algumas conchas na palma da mão. É por isso que dediquei o meu segundo livro “Ayurveda for Your Mind” ao meu avô, que praticou Ayurveda durante mais de oitenta anos. Nas suas últimas palavras, disse que estava feliz por viver e morrer como um estudante de Ayurveda.

Qual seria o seu melhor conselho para aqueles que são completamente novos na Ayurveda mas querem experimentar?

Primeiro que tudo, precisam de entender que Ayurveda é uma solução completamente natural para a vossa saúde. Não é tomar algumas pastilhas de ervas ou fazer umas massagens, como muitas pessoas pensam. Ayurveda é um tema holístico, e com a ajuda das suas ferramentas podem estudar e elevar quatro níveis da vossa saúde – fisicamente, mentalmente, sensualmente e espiritualmente – na vossa vida.

Mas lembrem-se que todos somos estudantes de Ayurveda, e que a natureza é o nosso derradeiro guru. Todas as experiências do nosso dia-a-dia, são as nossas verdadeiras lições. Por isso precisamos de ver o estudo de Ayurveda como uma prática da vida real, e dar passos para melhorar. Não fiquem chateados com pequenos erros ou um progresso lento, mas em vez disso: relembrem-se da missão e visão para a sua vida.

Em 2013 publicou um livro chamado Food Is My Medicine. Pode falar-nos sobre o livro e o que inspirou o título?

A mensagem do livro é “se a natureza o consegue criar, a natureza também o consegue curar”. Deixar que a cura entre no nosso corpo através de alimentos naturais. Não se esqueça que a porta de entrada da saúde e da doença está na sua boca. De cada vez que escolhe um alimento, pense um momento. Estou a comer para a minha vida ou para a minha morte? Aí terá a sua resposta.

Cada refeição que toma durante o dia, é a única hipótese de tomar o seu remédio. Essa é a única hipótese de obter as propriedades curativas da natureza dentro de si. Quando come comida não saudável, lembre-se que está a perder uma oportunidade de nutrir o seu corpo.

Muito de Ayurveda é focado nos três doshas Vata, Pitta e Kapha. Mas existem algumas dicas gerais alimentares que se aplicam a todos os três tipos?

Comece sempre o dia com um copo de água pela manhã. Deve sempre evitar alimentos e bebidas que são tóxicas para o sangue como açúcar processado, cafeína, nicotina e álcool. Tente também, fugir de adoçantes artificiais, corantes alimentares, aditivos e organismos geneticamente modificados (OGM). Por último mas não menos importante, reduza ou evite alimentos de origem animal e adapte-se a uma dieta pura e saudável com base em vegetais.

O seu último livro, Food from My Village, contém mais de 100 receitas vegetarianas. Como e porque é o vegetarianismo importante para a dieta Ayurveda? Ser vegetariano é um requerimento, ou as pessoas que comem carne também se podem juntar?

Todas as pessoas podem praticar Ayurveda – a ciência da saúde natural. Mas se quiser obter os melhores resultados, precisa de comer alimentos medicinais diretamente da natureza, que é uma dieta baseada em vegetais. Pode decidir por si mesmo se quer adicionar ou evitar hábitos saudáveis ou não saudáveis ao seu dia-a-dia.

Pode falar-nos um pouco sobre a Vila Ayurveda Vaidya? Qual o papel que a comida representa nesses retiros?

A Vaidya’s Ayurveda Village situa-se na costa do Mar Arábico no sul da Índia. Os retiros de saúde são principalmente focados em programas de purificação e rejuvenescimento. Enquanto que os programas de duas e três semanas são focados na limpeza do corpo e mente, os programas de quatro a seis semanas são direcionados para o rejuvenescimento do corpo e mente. Antes da chegada, preparamos ervas e óleos para diferentes sintomas e condições de saúde. Na chegada, o nosso médico chefe vai diagnosticar os convidados e criar um programa de tratamento de acordo com os sintomas dominantes apresentados.

O programa inclui tratamentos de Ayurveda diários e aplicações de ervas, uma dieta baseada em vegetais individualmente criada e muita terapia de yoga. Cada convidado pode também participar em meditações, workshops da mente, aulas de culinária Ayurveda e aulas de dança indiana. Usamos maioritariamente vegetais cultivados localmente para ajudar os agricultores locais e obter alimentos orgánicos e puros da natureza. Consideramos a medicina natural uma das coisas mais importantes no processo da cura do corpo e mente.

De todos os seus rituais diários de Ayurveda, qual é o que acha mais importante e porquê?

A alimentação definitivamente tem um papel principal na vida de todos nós. Se comer alimentos puros e saudáveis, tudo o resto na sua vida vai suportar a sua saúde e permitir que cresça até à sua máxima potencialidade.

Se beber álcool, por exemplo, não deve praticar yoga nas 48h seguintes, porque o seu fígado precisa de tempo para libertar o álcool do seu sistema. Se beber álcool na sexta-feira e praticar yoga no sábado, está na realidade a colocar mais pressão no seu sistema para canalizar o máximo do sangue poluído com álcool para as suas células, o que é prejudicial para o seu corpo. O yoga ajuda o seu fluxo sanguíneo ao aumentar a circulação, e não consegue perceber por ele próprio se o sangue está ou não poluído. Por isso comece por disciplinar o que come e bebe antes de começar com outras práticas saudáveis na sua vida. Coma alimentos frescos, pense claramente e leve uma vida pura e limpa.

Qual é a sua frase favorita?

Uma boa vida significa cuidar bem de si mesmo, física e mentalmente.

This post is also available in: Inglês Holandês Espanhol Dinamarquês Francês Alemão Norueguês Sueco

Leave a Comment

Error: Please check your entries!